BLOG

Curiosidades sobre o Pão de Queijo

De Minas para o mundo, o pão de queijo é um dos quitutes mais apreciados pelos brasileiros. Uma iguaria simples, saudável e de fácil preparo, mas que tem um sabor deliciosamente marcante. É impossível conseguir comer um só!

O pão de queijo conta com um mix de texturas que conseguem deixá-lo ainda mais gostoso, principalmente se estiver quentinho. Por dentro, é elástico e macio. Por fora, a casquinha é fina e crocante. As preferências variam entre o branquinho, o amarelado e o dourado. É o lanche mais procurado pelos clientes em lanchonetes e faz sucesso em diversos eventos.

Se você também é amante desse quitute, vai querer saber um pouco mais sobre ele. Neste post, apresentamos 5 curiosidades incríveis que você nem imaginava sobre essa bolinha de polvilho que carrega tanta história dentro. Ficou curioso? Então, boa leitura!

1. Origem 100% mineira

A receita do pão de queijo é 100% mineira. Existem diversas histórias sobre a origem desse quitute e, por isso, não se sabe ao certo sobre o seu surgimento. Mas há um consenso de que ele apareceu pela primeira vez nas fazendas mineiras, em meados do século 18, devido à falta de farinha de trigo em Minas Gerais.

Como a farinha era o ingrediente chave para a produção da maioria dos alimentos panificados, era preciso achar outra solução. Nessa época, o polvilho oriundo da mandioca era abundante no local. Então, as cozinheiras das fazendas passaram a misturar polvilho, leite, ovos, gordura (de banha de porco ou manteiga) e lascas de queijo, dando origem aos primeiros pães de queijo.

Dessa forma, o pão de queijo nasceu de uma necessidade da época. A partir daí, uma série de modificações e aprimoramentos só conseguiram deixar o nosso pãozinho de queijo ainda mais gostoso e especial.

2. Um dia reservado só para ele

Você sabia que em 17 de agosto é comemorado o dia Nacional do Pão de Queijo? É isso mesmo! Esse dia foi escolhido no ano de 2007, por ser a data da etapa final de um concurso de culinária que elegeria a melhor receita de pão de queijo do país.

O concurso foi exibido pelo programa Mais Você, da Rede Globo, e foi tão concorrido que acabou consagrando do dia da final como dia Nacional do Pão de Queijo. Como essa data está se aproximando, aproveite para promover esse produto e aumentar a rentabilidade da sua lanchonete.

3. Alimento saudável e sem glúten

O pão de queijo, além de delicioso, é considerado um alimento nutricionalmente equilibrado e saudável, pois contém lipídios, água, sais minerais, carboidrato, proteínas e vitaminas.

As vantagens não param por aí! Essa delícia não contém glúten, pois é fabricado com polvilho,  Por isso, o pão de queijo pode ser consumido e apreciado à vontade por celíacos e demais intolerantes ao glúten. Essa é a dica que faltava para começar a atrair e fidelizar clientes que possuem essa restrição alimentar, não é mesmo?

4. Copiado por outros países

Um alimento tão gostoso não poderia ficar restrito ao território nacional! Por isso, alguns países criaram versões semelhantes ao nosso pão de queijo. Na Colômbia, eles desenvolveram uma versão mais dura e achatada, batizada de “Pan de Bono”.

Já no Paraguai e na Argentina, o pão de queijo tem o formato de “U” e é conhecido como chipa. Aqui também temos esse produto, mas muitas vezes nem nos damos conta que é ele uma adaptação do pão de queijo. No Equador, o pão de queijo é chamado de “Pan de Yuca”.

5. Admite diferentes ingredientes

O pão de queijo pode ser feito de diversas maneiras sem perder seu gostinho delicioso. A receita pode levar leite, água ou uma mistura dos dois.

A gordura funciona como um lubrificante molecular, contribuindo para a textura elástica da massa. Pode ser utilizada gordura de banha de porco, manteiga ou óleo.

A escolha do polvilho também vai de acordo com a preferência. O polvilho doce deixa a massa mais densa, uniforme e crocante por fora. Já o polvilho azedo deixa o pão de queijo mais leve e areado. Também é possível misturar os dois tipos de polvilho.

O queijo utilizado pode ser meia-cura, parmesão, provolone ou canastra. No entanto, quando se trata de produção em larga escala, é muito importante que o fornecedor opte por um queijo curado.

Atualmente, também já observamos outras inovações na forma de fazer pão de queijo. Existe, por exemplo, a versão fit, que conta com um mix de sementes ricas em cálcio e ainda é feita sem lactose.

6. Combina com diferentes acompanhamentos e ocasiões

O pão de queijo combina com diferentes momentos. Seja no café da manhã, no lanche da tarde, durante o intervalo da faculdade ou no meio do expediente de trabalho. Ele também é um dos alimentos prediletos em coquetéis de eventos.

Um pãozinho de queijo quentinho com aquele cafezinho passado na hora tem um lugar mais que especial na mesa e no coração dos mineiros. Por isso, é importante sempre ter essa combinação na lanchonete, para oferecer uma ótima experiência ao cliente. Além disso, o cheiro do pão de queijo quentinho abre qualquer apetite!

E se você quer adicionar o tradicional pão de queijo mineiro ao seu mix de produtos, lembre-se de utilizar os melhores ingredientes. Outra excelente alternativa é contar com fornecedores de alimentos congelados que asseguram a tradição e a qualidadedesse salgado. Assim, você poderá oferecer o sabor de “feito em casa” aos seus clientes e ainda ganhar em praticidade e economia.

No post de hoje, você descobriu algumas curiosidades incríveis sobre o pão de queijo e aprendeu como ele pode se tornar um diferencial competitivo para a sua lanchonete. Esperamos que as informações tenham sido úteis para você e para o seu negócio e que servir o pão de queijo em seu estabelecimento a partir de agora tenha um novo significado!

O que você achou dessas curiosidades sobre o pão de queijo? Se gostou, aproveite e compartilhe agora mesmo este post nas suas redes sociais. Assim, você ajuda os seus amigos a conhecerem ainda mais sobre a cultura mineira!

Publicação

Adicionar Comentário

Clique aqui para enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *